Pode-se dizer que Ana Thomaz é uma das precursoras do termo desescolarização no Brasil.

Inicialmente o que parecia ser mais um caso excepcional de uma mãe que desafiara o sistema ao tirar o filho pré-adolescente da escola, somou-se a um movimento sutil e crescente que gerou um campo de reflexões e experiências que se desafiam hoje a um importante apuramento. 

Tem quem interprete a desescolarização como sinônimo de tirar o filho da escola e, diante da consciência das inúmeras limitações do sistema educacional vigente, se negam a pactuar com a escola convencional ou se frustram ao não conseguirem bancar semelhante escolha, sejam por quais forem as razões.  Tem quem entenda a desescolarização como um processo de educação livre, em que a criança determina o quê e como quer aprender, deslizando num conceito absoluto de liberdade que condena qualquer atitude intervencionista no processo de aprendizagem. Tem aqueles que têm assimilado a desescolarização como um campo dedesenvolvimento pessoal mas seguem patinando nos mesmos comportamentos ou repaginando-se em novos hábitos. Ao final, parece que ao tentar sair da caixa há quem se encaixote de um outro jeito. 

É fato que existe hoje uma importante discussão sobre educação que vem intimamente ligada a uma revisão de comportamento.

Anos lidando com o tema, Ana tem se enriquecido de sua própria experiência e da troca com vários pais, educadores e mesmo com uma escola em processo de desescolarização. Ela segue aprofundando e ampliando a compreensão do assunto, defendendo a vida em seu sentido mais puro e, invocando o poder de criação de cada ser pra que se libertem de qualquer padrão de comportamento e produzam atitudes verdadeiramente novas e potentes que gerem uma transformação real diante do atual paradigma e o nascimento genuíno de um novo.

Para conhecer mais sobre as ideias da Ana e a sua evolução, veja os vídeos que produzimos com ela e seu filho Gutto.

Neste primeiro episódio com a Ana tivemos um batepapo sobre sua trajetória com educadora e mãe de três filhos desescolarizados.

Neste vídeo Ana aprofunda sua visão sobre o que chama de paradigma da vida.

Gutto Thomaz é filho de Ana Thomaz. Ele decidiu desescolarizar-se aos 14 anos.

Neste terceiro episódio, ela nos conta de sua experiência de desescolarização em uma escola pública.